Related Posts with Thumbnails
Mauá -São Paulo- Brasil -
Neste blog o irmão e/ou amigo internauta irá encontrar textos, testemunhos e informações relacionadas ao evangelho. As informações e textos transmitidos são analisados tendo como base de autoridade a palavra de Deus que é um guia infalível para conduzir os servos do SENHOR neste mundo de trevas morais e espirituais. Exortando para que sejamos o "sal da terra" e "luz do mundo".
Loading...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Onda ateísta desembarca no Brasil




      Recentemente uma campanha nos ônibus de Londres, promovia o ateísmo como resposta de uma ateia chamada Ariane Sherine a um site evangélico que estava pregando o evangelho através de uma mensagem: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?"(Lc 18.8) . A campanha usava o slogan "Deus provavelmente não existe. Agora, pare de se preocupar e aproveite a vida."

       Em Gênova, na Itália, foi lançada também uma outra campanha similar com o slogan: "A má notícia é que Deus não existe. A boa, é que não há necessidade". (Sl 14.1, 53.1). A má noticia realmente é que este tipo de movimento chegou no Brasil também conforme matéria da revista Isto é desta semana.

       No velho continente berço da Reforma protestante (1517) e que já enviou muitos missionários durante os séculos XIX e XX para vários continentes sendo responsável pela divulgação e crescimento do evangelho. Já algum tempo tem vivido um declínio da fé cristã devido ao crescente materialismo, ceticismo e confiança no acumulo de riquezas (1 Tm 6.10). Outrora continente exportador de missionários tem agora exportado heresias teológicas e pensamentos equivocados como o ateísmo. Um dos seus principais defensores é o zoólogo evolucionista Richard Dawkins que após publicar o livro Deus: um delírio (Rm 1.22, Sl 14.1) fomenta o ateísmo em vários países.

       No Brasil a revista comenta a criação da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea) quer fazer uma campanha similar aos ateus londrinos em São Paulo.

       O Brasil maior país pentecostal do mundo tem também o título de maior país Católico, embora a maioria dos católicos sejam nominais. Agora terá também uma associação para fomentar a absurda ideia de que Deus não existe. Esperamos de antemão que este tipo de iniciativa não cresça por aqui. A Europa já sofre as consequências do que os "intelectuais" chamam de sociedades modernas que com a sua crescente secularização se afasta de Deus, pois segundo eles não precisam mais de Deus.

       Existem eruditos cristãos apologetas que tem se dedicado ao enfrentamento destes pensamentos ateus e agnósticos que encontram mais adeptos principalmente no âmbito acadêmico. Conhecer as escrituras, o argumento teológico, argumento cronológico, argumento cosmológico e as correntes teístas faz-se necessário para defender a fé Cristã (Jd 3 ,1 Pe 3.13). Já tive oportunidade de conversar com um jovem agnóstico e tentei persuadí-lo a fé cristã tarefa não muito fácil, pois o inimigo tem cegado a mente dos incrédulos para não crer em Cristo (2 Co 4.4), mas o Espírito Santo é que convence o homem do pecado e pode tirar o véu da incredulidade (Mt 16.8). Que possamos estar preparados para defender e expor a fé cristã também para ateus e agnósticos para que estes também se convertam a Cristo.


quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

E-mail para o apóstolo Paulo



       Amado apóstolo:

      Estou escrevendo para colocá-lo a par da situação do Evangelho que um dia você ajudou a propagar para nós gentios, e que lhe custou a própria vida. As coisas estão muito difíceis por aqui. Quase tudo o que você escreveu foi esquecido ou deturpado.

      Você foi bastante claro ao despedir-se dos irmãos em Éfeso, alertando que depois de sua partida lobos vorazes penetrariam em meio à igreja, e não poupariam o rebanho. Palavras de fato inspiradas, pois isso se concretiza a cada dia.

      Lembra-se que você escreveu ao jovem Timóteo, que o amor ao dinheiro era a "raiz de todos os males" [1Tm 6.10]? Quero que saiba que suas palavras foram invertidas, e agora se prega que o dinheiro é a "solução" de todos os males.

      Também é com tristeza que lhe digo que em nossa época ninguém mais quer ser chamado de pastor, missionário ou evangelista, pois isso é por demais humilde: um bom número almeja levar o título de apóstolo. Sei que em seu tempo, os apóstolos eram "fracos... desprezíveis... espetáculo para os homens... loucos... sem morada certa... injuriados... lixo e escória" [1Co 4.9-13]. Agora é bem diferente. Trata-se de uma honraria muito grande: acercam-se de serviçais que lhes admiram, quando viajam exigem as melhores hospedarias e são recebidos nos palácios pelos governantes.

      Eles não costumam pregar seus textos, pois você fala muito da "Graça" e da "liberdade que temos em Cristo" [Gl 2.4]. Isso não soa bem hoje, pois a Igreja voltou à "teologia da retribuição" da Antiga Aliança (só recebe quem merece), e liberdade é a última coisa que os pastores querem pregar à suas ovelhas.

      Você não é bem visto por aqui, pois sempre foi muito humano, sem jamais esconder suas fraquezas: chegou até reconhecer contradições internas, dizendo que não faz o bem que prefere, mas o mal, esse faz [Rm 7.19]. Eles não gostam disso, pois sempre se apresentam inabaláveis e sem espinhos na carne como você. A presença deles é forte, a sua fraca [2Co 10.10], eles são saudáveis, você sofria de alguma coisa nos olhos [Gl 4.13-15], eles jamais recomendariam a um irmão tomar remédio, como você fez com Timóteo [1Tm 5.23], mas aqui eles oram e determinam a cura - coisa que você nunca fez.

      Você dizia que por amor de Cristo perdeu "todas as cousas" considerando-as refugo [Fp 3.8]. As coisas mudaram, irmão. Agora cantamos: "Restitui, quero de volta o que é meu!".

Vivo em uma cidade que recebeu o seu nome, e aqui há um apóstolo que após as pregações distribui lencinhos vermelhos encharcados de suor, e as pessoas levam pra casa, como fizeram em Éfeso, imaginando que afastarão enfermidades [At 19.12]. Sim, eu sei que você nunca ordenou isso, nem colocou como doutrina para a igreja nas epístolas, mas sabe como é o povo....

      Admiro sua coragem por ter expulsado um "espírito adivinhador" daquela jovem [At 16.18], embora isso tenha lhe custado a prisão e açoites. Você não se deixou enganar só porque ela acertava o prognóstico. Hoje há uma profusão de pitonisas e prognosticadores no meio do povo de Deus, todavia esses espíritos não são mais expulsos, ao contrário, nos reunimos ansiosos para ouvir o que eles têm a dizer para nós.

      Gostaria de ter conhecido os irmãos bereanos que você elogiou. Infelizmente, quase não existem mais igrejas como as de Beréia, que recebam a palavra com avidez e examinem as Escrituras "todos os dias para ver se as coisas são de fato assim" [At 17.11].

      Tem hora que a gente desanima e se sente fragilizado como Timóteo, o seu companheiro de lutas. Mas que coisa bonita foi quando você o reanimou insistindo para que reavivasse "o dom de Deus" que havia nele [2Tm 1.6]. Estou lhe confessando isso, pois atualmente 90% dos pregadores oferecem uma "nova unção" para quem fraqueja. Amo esta sua exortação, pois você ensina que dentro de nós já existe o poder do Espírito, dado de uma vez por todas, e não precisamos buscar nada fora ou nada novo!

      Nossos cultos não são mais como em sua época, onde a igreja se reunia na casa de um irmão, havia comunhão, orações, e a palavra explanada era o prato principal.... as coisas mudaram: culto agora é "show", a fumaça não é mais da nuvem gloriosa da presença de Deus, mas do gelo seco, e a palavra é só para ensinar como conseguir mais coisas do céu.

      O Espírito lhe revelou que nos últimos tempos alguns apostatariam da fé "por obedecerem a espíritos enganadores" [1Tm 4.1]. Essa profecia já está se cumprindo cabalmente, e creio que de forma irreversível.

      Amado apóstolo, sinto ter lhe incomodado em seu merecido descanso eternal, mas eu precisava desabafar. Um dia estaremos todos juntos reunidos com a verdadeira Igreja de Cristo.

Maranata!

Pr. Daniel Rocha



Fonte: www.obereano.blogspot.com

sábado, 24 de janeiro de 2009

Uma palavra aos jovens



Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra. Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos.
Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
Bendito és tu, ó SENHOR; ensina-me os teus estatutos.
Com os meus lábios declarei todos os juízos da tua boca.
Folguei tanto no caminho dos teus testemunhos, como em todas as
riquezas.
Meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos.
Recrear-me-ei nos teus estatutos; não me esquecerei da tua palavra.

       Sl 119.9 -15

       Muitos jovens buscam resolver seus problemas à sua maneira ouvem conselhos apenas de seus "amigos" e ignoram o que seus pais, lideres e pastores os aconselham. Mas como deve agir o jovem cristão para purificar o seu caminho? O salmista responde: observando segundo a sua palavra.
       A Bíblia é a palavra de Deus a qual temos que observar. Paulo disse aos Romanos: "Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança." Nos tempos bíblicos havia muitos jovens com diferentes problemas e dificuldades, mas conseguiram vencer os desafios da mocidade constituindo um exemplo para nós. Jovens como: José, Samuel, Davi, Ester, Daniel, João Marcos e Timóteo.
       Vamos tirar algumas preciosas lições de acontecimentos relatados na vida de um destes jovens que mencionamos o jovem: Davi.

       Quem era o Jovem Davi? Davi era o filho caçula, desprezado pelos seus outros irmãos e por seu próprio pai (1 Sm 16.5-13). Contudo, era um jovem de valor obediente ao seu pai, fiel ao Senhor um jovem segundo o coração de Deus e, sobretudo, corajoso.
       Vamos meditar em uma breve passagem na vida de Davi e procurar aprender algumas lições:

       Porém Saul disse a Davi: Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade.
       Então disse Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai ; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho,Eu saia após ele e o feria, e livrava-a da sua boca; e, quando ele se levantava contra mim, lançava-lhe mão da barba, e o feria e o matava.
       Assim feria o teu servo o leão, como o urso; assim será este incurciso filisteu como um deles; porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo.

       I Sm 17.33-36.

       Contexto desta passagem

       Israel era zombado por um gigante inimigo: o filisteu Golias que pedia que se apresenta-se um homem para lutar com ele. Ninguém em Israel tinha coragem de enfrentar o gigante. O único que se apresentou foi o jovem Davi. O rei Saul desacreditava da capacidade de Davi por ser jovem e disse a Davi: “tu ainda és moço e Golias um veterano de Guerra”. Porém, Davi disse para Saul que cuidava das ovelhas de seu pai, ou seja, era obediente ao seu pai e ficava no lugar onde seu pai o colocou-o. Davi disse também que defendia as ovelhas de inimigos poderosos e fortes como: o urso e o leão (v.34).

       Lições

       Davi disse para Saul que já havia matado o urso o que representa matar o urso? O urso significa a carne: o pecado. Davi disse para o rei que já havia matado o desejo de sua carne.
       Davi também disse que matou o leão. O que representa a figura do Leão? O que governa com autoridade. Davi estava dizendo que governava a sua própria vida e exterminaria o inimigo por completo.
      Quanto a matar ou derrubar o gigante Davi estava convicto que o derrrubaria porque era obediente e fiel ao Senhor e a sua palavra. Derrubar o gigante representa derrubar os gigantes que tentam nos tirar da presença de Deus como: a desobediência a palavra de Deus, a fornicação, a mentira, lascívia, inveja, más companhias e etc.

       Em suma, a lição de Davi para nós é que mesmo sendo moço ainda matava os desejos da sua carne e do pecado. Sabia governar a sua própria vida e enfrentava gigantes. Façamos como Davi sejamos obedientes aos nossos pais, lideres e pastores (Ef 6.1-2, Hb 13.17). Enfretemos os gigantes que querem nos tirar da presença de Deus observando sua palavra, pois o Senhor conta conosco para sermos os futuros obreiros, evangelistas e pastores na casa do Senhor.


quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Conflito Israel versus Hamas. Israel versus imprensa anti-semita




       Quando assistimos os telejornais, acessamos os grandes portais da internet e a mídia impressa somos bombardeados por informações do conflito entre Israel e o grupo Hamas. A visão predominante nestes veículos de comunicação é de uma luta de Davi contra Golias. Surpreendentemente o Hamas é colocado como o pobrezinho, pequenino e Israel a potência gigante cruel.
       A imprensa tem omitido que Israel havia vindo sofrendo ataques constantes de mísseis, morteiros e homens-bombas e que estes ataques foram aumentados depois do rompimento unilateral do acordo de paz por parte do Hamas. Quanto as baixas civis que é bem maior no lado palestino, deve-se ao fato de os terroristas do Hamas usarem como escudos humanos os seus próprios irmãos (fratricidas), o preparo do sistema defesa israelense e de sua população civil que tem casa com bunkers para se protegerem dos ataques.
       Israel esta cercado de vizinhos hostis que tentam varrê-lo do mapa. Países como Irã e Síria patrocinam o Hamas fornecendo armas e instruções de guerra. Aliás, nestes países supracitados as liberdades e direitos individuais não são respeitados, fomentam uma Jihad contra Israel e o ocidente por considerarem um insulto a existência do Estado de Israel nas terras que ocupam hoje, mas se esquecem do fato que Israel já ocupavam estas terras desde cerca de 1400 a.C. Mesmo com exílio para Babilônia e com a grande diáspora ocorrida em 70 d.C, depois da destruição do templo de Jerusalém sempre houve judeus remanescentes ocupando estas terras.
       Mas a grande parte da imprensa tem prestado um desserviço, pois em vez de mostrarem os lados de forma imparcial tem frisado somente a desproporcionalidade da resposta de Israel. Israel tem o direito legitimo de defesa de seu território e de sua população. O que tem ocorrido é um crescimento mundial de uma política de esquerda que tem combatido a democracia e esta ala tem se voltado para atacar os regimes democráticos como Israel.
       Devemos estar atentos para não invertemos os papéis neste conflito Israel estava em negociação com Fatah (moderados) para conceder parte das terras Cisjordânia e faixa de Gaza a um governo palestino. Porém, com a derrota política (2006) do Fatah para o Hamas este processo foi interrompido. O Hamas expulsou e matou os lideres do Fatah se aliou com inimigos declarados de Israel. Agora o Hamas rompeu o acordo de paz unilateralmente, lança ataque à população civil israelense, usa seus próprios irmãos como escudo e a imprensa questiona apenas a reação de Israel que é legítima taxando-a como terrorista.

sábado, 10 de janeiro de 2009

39º Assembléia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB)




       Será realizada nos dias 20 a 24 de Abril, em Vitória no Espírito Santo a 39º CGADB o tema será: O Deus dos céus é o que nos fará prosperar (Ne 2.20). Serão abordados importantes assuntos para nossa amada igreja:

       1) O posicionamento da CGADB quanto à nulidade ou anulabilidade do casamento, união estável e concubinato, e o posicionamento acerca do divórcio;

       2) Ênfase aos princípios pentecostais, face à celebração do Centenário das Assembléias de Deus;

       3) Perigos que ameaçam às Assembléias de Deus no Brasil:

       a) Mornidão;
       b) Modismos neopentecostais;
       c) Remoção de marcos antigos;
       d) Omissão dos valores eclesiásticos.

       4) Julgamento de recursos contra decisões da Comissão Eleitoral, conforme disposto no artigo 32 do Estatuto Social e artigo 58 do Regimento Interno;

       5) Apreciar e deliberar sobre relatórios da Mesa Diretora e do Conselho Fiscal, relativos ao período de mandato, conforme disposto no artigo 8º - III, do Regimento Interno;

       6) Eleição da Mesa Diretora e Conselho Fiscal.

       Este conclave tem mobilizados os principais meios de comunicação da nossa denominação e a blogosfera Cristã, principalmente os blogueiros assembleianos como: pastor Ciro Sanchez, Teologia Pentecostal entre outros que estão abordando brilhantemente a importância deste conclave para o futuro de nossa denominação.
       Coloco agora as minhas impressões que foram postadas nestes importantes blogs

       Esta cada vez mais difícil identificar uma liturgia padrão nas Assembléias de Deus. Já participei da reunião de obreiros no belenzinho e vi ali homens de Deus pregando que tinham compromisso com a palavra de Deus e o Deus da palavra. Realmente é uma pena que não tenhamos uma reunião como aquela em todas AD's do Brasil.

       Já no famoso congresso de Gideões em Camburiu parece mais um show do que propriamente um culto nos moldes de 1 Co 14. Há até mensagens extra-bíblicas porque os preletores estão mais preocupados em aparecer ou ficar em evidência no cenário gospel do que com a palavra de Deus. Desviando-se assim da simplicidade que há em Cristo (2 Co 11.3). No ano passado houve uma mudança com o convite de preletores como: o pr. José Welligton e o pr. Silas Malafaia que procuram pregar a palavra e fugir das meninices.

       Em nossos dias temos que perguntar pelas veredas antigas (Jr 6.16). Não podemos continuar coando mosquitos e engolindo um boi, sobretudo, em questões como a politicagem crescente, o legalismo e o farisaísmo que precisão ser abandonados. Sem falar dos perigos dos modismos, relativismo e liberalismo que querem entrar nossas igrejas.

       Devemos relembrar da missão precípua da igreja que é ganhar almas (Mt 28.18-19)
      Devemos orar para o Senhor direcione os irmãos presentes para decidirem o melhor para nossa amada AD.



Fonte : Mensageiro da Paz. Ano 78 número 1.482 8 novembro de 2008

Saiba mais desta edição especial do Mensageiro da Paz . Clique aqui

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Pregação do evangelho na atualidade. Parte 3



       O profeta Elias após ser usado por Deus para condenar a idolatria a Baal em Israel, profetizou para não cair chuva durante três anos e meio (1 Rs 17.1; 18.44), enfrentou sozinho os profetas de Baal no monte Carmelo(1 Rs 18.20-39), teve um momento de fraqueza quando Jezabel o ameaçou de morte e foi se esconder debaixo de um pé de zimbro (1 Rs 19.4).
       Elias pensava que estava só, mas o Senhor mostrou que havia outros sete mil que não se dobraram (1 Rs 19.18). Em nossos dias muitos têm se dobrado perante a Mamom (Mt 6.24) e passam a pregar um outro evangelho que fala de sonhos, triunfalismo, auto-ajuda, psicologia e etc, mas não prega a Cristo.
       Os pregadores em sua maioria são chamados pela capacidade de prender o público, e para isso muitos usam técnicas de circo: fazem "aviãozinho", plantam "bananeira", contam "piadas", lançam modismo como chamar anjos para os ajudarem, gritam (pedem para gritarmos também e afirmam que crente pentecostal que não grita segundo eles tem defeito de fabricação! Ou é frio), pedem para repetirmos o que estão dizendo são verdadeiros animadores de auditório.
       Quanto aos pregadores que tem compromisso com a palavra de Deus tem recebido cada vez menos convites, pois muitos irmãos dirigentes querem os pregadores "avivalistas" ou "avivados" muitos dos quais fazem do púlpito um "picadeiro".
       Que os irmãos que tem compromisso com Senhor e sua palavra não mudem suas pregações. Mesmo que o deus Mamon e seus adeptos os ameacem. Não se dobre ante a pregação das riquezas materiais, pois o Senhor assim como não deixou Elias só, mas ainda tinha para si outros "sete mil" que não se dobrarão ainda hoje tem seguidores fiéis ao seu evangelho. Continuemos pregando que Cristo tira o homem do pecado, que restaura vaso quebrado e faz um novo vaso para sua honra e glória, que Cristo ainda cura, que batiza com Espírito Santo e leva os crentes fiéis para a glória.
       Estes pregadores que estão "tomando" os púlpitos continuam tendo algum destaque porque, infelizmente a maioria dos irmãos ouvintes não têm intimidade com as Escrituras como os irmãos bereianos como escreveu Lucas: "Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim." (At 17.11).
       Devemos estimular em nossas igrejas os irmãos lerem mais as escrituras, estudarem-nas com afinco, compararem o que esta sendo pregado se tem base bíblica desta forma irão repudiar qualquer evangelho que não o de Cristo (Gl 1.6-9).

       Sola fide, sola scriptura, solus Christus, sola gratia e soli Deo gloria.

Pregação do evangelho na atualidade
Pregação do evangelho na atualidade Parte 2

domingo, 4 de janeiro de 2009

Pregação do evangelho na atualidade. Parte 2



       Como será que foi a primeira pregação cristã? Para sabermos com detalhes basta lermos Atos: 2.14-41 nesta passagem encontramos o apóstolo Pedro, primeiro explicando a descida do Espírito Santo sobre a igreja como cumprimento da profecia de Joel, (2.28-32) depois citando Davi falando pelo Espírito Santo de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (Sl 16.8-11; 89.3-4; 132.11; 110.1 ) e finalmente exortando para que os presentes se arrependessem como resultado agregaram-se quase três mil almas (At 2.41).
       Como vemos a primeira pregação citava a Bíblia e seu cumprimento em Jesus, exortava os ouvintes a se arrependerem e se batizassem para receberem a promessa do batismo com o Espírito Santo (At 2.39). Depois era ensinado aos novos convertidos a doutrina, a comunhão e a perseverar em oração(At 2.42). Uma pregação cristocêntrica (Sola Christus) do começo ao fim.
       Atualmente prega-se em algumas igrejas a famigerada teologia da prosperidade. As igrejas adeptas desta teologia parecem uma concessionária vivem prometendo dar chaves de carros, outras parecem imobiliárias prometem chaves de casas e aptos. Tais igrejas manipulam as Escrituras para retirar contribuições dos clientes fiéi$ e construírem suntuosos templos muitas vezes em bairros abastados, seus dirigentes cada vez mais ricos e o povo em geral cada mais pobre, sobretudo, de conhecer a sã doutrina e a Cristo.
       Esta cada vez mais raro pregações com mensagens como: santificação, regeneração, justificação, arrependimento, batismo com Espírito Santo e arrebatamento da igreja. Já tem algum tempo que não prega-se: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus (Jo 3.16-18). O que estão pregando é o que povo quer ouvir e isto em voz alta: bênçãos materiais e vitórias financeiras, cura interior, "profecias" como: " você vai ganhar um ovo de chocolate na Páscoa ou presente no seu aniversário" (profetadas em geral).
       Estas pregações estão levando as igrejas em geral uma multidão de pessoas interesseiras que querem receber bênçãos, mas não querem o Deus da bênção. Infelizmente, algumas igrejas sadias têm deixado-se atrair por enganos desta dita teologia da "prosperidade" que só empobrece o evangelho.
       Por este cenário triste o evangelho genuíno tem sido blasfemado. Recentemente fazendo uma pesquisa na internet encontrei um zombador do evangelho (2 Pe 2.2; 3.3) oferecendo um "curso de pastor" free e oferecia a seguintes vantagens ou compensações para os candidatos a "pastor":

       "Agora pense comigo irmão:

       * Você já viu algum pastor andando a pé?
       * Um pastor é querido por todos.
       * Agora todos terão respeito com você, até mesmo os traficantes da região.
       * Já viu algum pastor solteiro? Isso mesmo agora você vai conseguir a tão sonhada esposa.
       Prosperidade financeira e status social é tudo que você sonhou? Não perca mais tempo. Chega de ser a chacóta de sua família, pois agora chegou sua vez!!!"(sic)


       Ás vezes perguntamos onde esta o evangelho transmitido por Cristo, os apóstolos e reformadores da igreja? Felizmente ele tem sido pregado ainda por poucos que precisam continuarem serem encorajados para continuarem a falarem a verdade bíblica. (Jo 8.32,36; 17.17)

       Continua ...

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

A pregação do evangelho na atualidade



      Recentemente assisti a um filme muito interessante chamado: Lutero que me fez refletir um pouco sobre a pregação do evangelho em nossos dias. O contexto do filme é a Reforma Protestante (1517) relata a corrupção moral e espiritual da igreja nos dias de Lutero, que o fez formular as famosas 95 teses.
      Na idade média e inicio da idade moderna, a igreja havia se esquecido de pregar o evangelho genuíno. Vendia indulgência (perdão de pecados), praticava simonia (tráfico de artigos religiosos), praticava a venda de cargos religiosos, ameaçava os que questionassem tais práticas mediante o tribunal da Inquisição com a excomunhão, aplicava castigos cruéis para as consideradas "heresias" (Vide os casos de Galileu Galilei e Giordano Bruno), condenava os considerados hereges à fogueira (morte física) e ao "inferno" (morte espiritual). A Bíblia estava em latim e monopolizada em conventos, monastérios e bibliotecas mantidos pela igreja.
      Lutero protegido pela nobreza alemã atacou veemente a corrupção moral e espiritual, buscando uma reforma que reaproximasse a igreja do evangelho bíblico, o que não foi aceito pelo papa Leão X que o excomungou da igreja. Lutero viu se forçado a formar uma nova igreja (Luterana) na atual Alemanha, influenciou a formação de outras igrejas em outros países por pessoas, que como ele combatiam os desvios da sã doutrinas das escrituras realizados pela igreja Católica.
      Lutero e outros reformadores (Calvino e John Knox) foram responsáveis pela formação de outras igrejas cristãs mais comprometidas com o evangelho. Disseminação da Bíblia nos idiomas nacionais e defenderam os famosos princípios da Reforma Protestante. Os chamados cinco solas: sola fide (somente a fé), sola scriptura (somente a Escritura),solus Christus (somente Cristo), sola gratia (somente a graça) e soli Deo gloria (glória somente a Deus).
      Em nossos dias há uma grande quantidade de igrejas oriundas da reforma apenas, algumas têm procurado zelar pelo evangelho. Esta ocorrendo no meio evangélico desvios grotescos da sã doutrina exemplos são: volta da simonia venda de objetos que supostamente são oriundos da terra santa, idolatria geográfica, idolatria a pregadores, animadores de auditórios que se dizem ungidos pregando heresias e não querendo serem questionados , disseminação de pregações e canções antropocêntricas (auto-ajuda), cargos de direção sendo ocupados por mercadores da fé, uso de amuletos para promoverem curas (rosas, toalhas, copos com água) e etc. O que faria Cristo se visitasse uma igreja com tais práticas ? (Jo 2.13-2.17) O que diria o Apóstolo Paulo do evangelho pregado na atualidade ?(Gl 1.6-9) e Lutero e os reformadores (lembre dos cinco solas)?
      Tempos difíceis o que estamos vivendo (2 Tm 3.1-5) esta atingindo até mesmo as igrejas que procuram zelar pelo genuíno evangelho (2 Pe 2.1-3). Nestes tempos temos que procurar voltar a perguntar pelas veredas antigas (Jr 6.16). A pregar o evangelho como ele é: anunciar a Jesus e seus ensinamentos (Mt 28.19-20). Mostrando que não há outro caminho para humanidade (Pv 16.25; Jo 14.6). Tempo de procuramos um verdadeiro avivamento baseado no compromisso com a palavra de Deus e com o Deus da palavra (Hc 3.2, Jd 3).

      Continua ...

Leia também: Os tipos de crentes antigamente e os atuais