Related Posts with Thumbnails
Mauá -São Paulo- Brasil -
Neste blog o irmão e/ou amigo internauta irá encontrar textos, testemunhos e informações relacionadas ao evangelho. As informações e textos transmitidos são analisados tendo como base de autoridade a palavra de Deus que é um guia infalível para conduzir os servos do SENHOR neste mundo de trevas morais e espirituais. Exortando para que sejamos o "sal da terra" e "luz do mundo".
Loading...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

As sete provas de Jó e algumas lições para fortalecer a nossa fé



      A Bíblia relata que Jó habitava em Uz, na atual Arábia era o homem mais rico do oriente. Possuía muito gado, servos, riquezas e uma família grande e abençoada. Deus testemunhou do caráter de Jó dizendo: "Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal.” (Jó 1.8) para seu arque inimigo Satanás que o acusou de "comprar" Jó com suas bênçãos. Deus, então autorizou a Satanás para que tocasse em tudo que era de Jó, mas não podia tocar em sua vida.

      Um erro comum que as pessoas fazem é atribuir muito poder a Satanás, mas em uma leitura atenta vemos que o inimigo de nossas almas só pode ir até onde Deus o permitir (Jó 1.12). Deus conhecia a Jó e sabia até onde ele poderia suportar. Como servos de Deus estamos protegidos do inimigo (1 Jo 5.18). Deus nos conhece e não permitirá que sejamos provados mais do que possamos suportar. Quantos irmãos passam por provas e logo querem sair da igreja? Quantos irmãos dizem que estão no fundo do poço e na verdade só desceram apenas um metro? Se você esta no fundo do poço se acalme chegou a hora de Deus agir. Afinal, o Senhor disse em sua palavra que não permite que sejamos provados acima de nossas próprias forças (1 Co 10.13).

      Uma falaciosa doutrina ensinada em nossos dias é que o cristão não pode ficar doente, não pode perder bens e se perder deve estar em pecado. Estaria Jó em pecado? Sabemos que não, pois o próprio Senhor testificava de Jó certamente ele não estava em pecado (Jo 1.8). Vejamos as sete provas que o Senhor permitiu na vida de Jó e tiremos algumas valiosas lições para nós (Rm 15.4).

Primeira prova: Jó perde os bois e as suas jumentas (Jó 1.14-15)

      Os sabeus um povo que anteriormente não tinha relato de problemas com Jó foram usados pelo inimigo, para roubar os seus bois e jumentas, além de matar os seus servos que cuidavam deles só sobrando apenas um servo para contar a má notícia. Mesmo depois desta perda significativa, Jó ainda era um homem muito rico. Pode ocorrer de termos uma boa relação com nossos vizinhos, e de repente estes passam a fazer algo ruim contra nossa família, casa ou propriedade estejamos atentos pode ser o inimigo usando do mesmo expediente que usou contra a vida de Jó.

Segunda prova: Jó perde suas ovelhas (Jó 1.16)

      Jó não havia acabado de receber a noticia da perda de seus bois e jumentas. Chega outro servo com outra má noticia. Com a permissão de Deus, o inimigo mexeu com as forças da natureza e mandou fogo do céu que queimou as ovelhas de Jó, e matou os seus servos. Aqui podemos imaginar se Deus permitisse que satanás usasse as forças da natureza contra seus servos em nossos dias? Todo dia teríamos o telhado de nossas casas arrancados e nossos bens destruídos. O dia mau havia chegado à vida de Jó imagino a esta altura já deveria estar atônito com estas duas más noticias.

Terceira prova: Jó perde seus camelos (Jó 1.17)

      O inimigo agora usa os Caldeus para roubar os camelos e ferir os servos de Jó. Novamente preserva apenas um mensageiro parar dar à má noticia. Com esta terceira prova Jó, outrora rico fazendeiro já não tem mais gado para suas fazendas. Muitos colocam os corações em sua riqueza e servem a Deus durante a época da bonança e durante os tempos difíceis esquecem-se dEle ou fazem pior atribui a Deus todo o mal sofrido. Jó demonstrou que devemos servir ao Senhor durante toda nossa vida tendo ou não tendo dinheiro (Hc 3.16-17; Jó 19.25)

Quarta prova: Jó perde seus filhos (Jó 1.18-19)

      Nesta prova o inimigo tira a vida dos dez filhos de Jó de uma só vez em um só dia. Imagine o sofrimento de um pai, e principalmente de uma mãe ao perderem todos os seus filhos? A Bíblia diz que depois de todas estas perdas Jó rasgou suas vestes, raspou sua cabeça e adorou ao Senhor dizendo: "Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.”       
       Em nossos dias quantos perdem um moeda e passam já a murmurar de Deus, perdem o emprego e passam a murmurar de Deus, imagina alguém que era o homem mais rico de sua região perder praticamente todos os seus bens e ainda perdem todos os seus filhos? É comum vermos pregadores dizerem que os filhos de Jó estavam desviados ou estavam em uma festa fazendo alguma espécie de orgia, mas a Bíblia não diz isto diz que Jó oferecia sacrifícios pelos seus se porventura houvesse eles cometido algum pecado contra Deus, e que estes estavam reunidos na casa de um deles somente quando um forte vento derrubou a casa. Em todas estas provas vistas até aqui o inimigo foi envergonhado (Jó 1.22). Jó não negou o nome o Senhor, e mesmo diante de todas as provações o adorou-O. Não sei se você esta passando por alguma provação? Mas se esta faça como Jó glorifique ao Senhor.

       O Senhor novamente elogia Jó dizendo para o inimigo: "Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo-me tu incitado contra ele, para consumir sem causa.” (Jó 2.3). Claro que o inimigo não desistiria, e duvidou se tocasse na saúde Jó negaria ao Senhor. O Senhor Deus permitiu que o inimigo tocasse na saúde de Jó.

Quinta prova: O inimigo tira a saúde de Jó. (Jó 2.3-8)

      O inimigo mesmo tendo tirado a prosperidade financeira de Jó, a alegria da convivência com seus filhos não conseguiu ver Jó murmurar de seu Deus. Agora, com a permissão de Deus toca de uma maneira muito cruel deixando-o coberto de chagas e úlceras malignas. Imagine alguém com ferimentos por todo o corpo. Imagine também a dor e o cheiro ruim destes ferimentos. A Bíblia fala que Jó se raspava com caco de telha já não estava no conforto de sua casa estava assentado em meio às cinzas. Mesmo neste estado Jó não negou ao Senhor, não perdeu sua fé e não murmurou. Será que você neste estado ou muito por muito menos negaria o teu Deus? Lembre-se de Jó e nunca deixe de crer e confiar no Senhor independente da situação (Jó 19.25).

Sexta prova: O inimigo usa a mulher de Jó (Jó 2.9)

      Quando lia este versículo olhava e pensava que a esposa de Jó deveria ser severamente criticada, e já vi em algumas pregações criticando o seu comportamento, mas pensemos um pouquinho. Quando Jó perdeu os seus bens ela perdeu tudo junto com ele. Quando Jó perdeu todos os seus filhos ela como mãe acredito que deve ter sofrido bem mais do que Jó. Agora, Jó estava castigado por uma doença que o maltratava e estava com aspecto de "morto vivo" ela olhando para todo o desespero de seu marido e preservada pelo inimigo que poderia ter matado-a junto com seus filhos diz para Jó: “Amaldiçoa a Deus, e morre". Se pensarmos somente nesta frase que ela pronunciou iríamos julgar mal a esposa de Jó que nesta ocasião foi usada pelo inimigo. Pense no apóstolo Pedro que por muito menos negou Jesus três vezes. É claro que Jó esperava uma palavra de conforto de sua companheira e não que ela o incita-se a amaldiçoar o seu Deus. Se bem que estudiosos de hebraico dizem que o termo não esta vertido corretamente, em vez de amaldiçoar seu Deus e morrer a tradução seria abençoa seu Deus e morre. Jó mesmo diante de todas estas adversidades repreendeu sua mulher e glorificou ao Senhor dizendo: "Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal?“ Jó reconhece mais uma vez a soberania de Deus em sua vida. Devemos ter sempre em mente que nossa luta não é contra carne e sangue. Jó, embora não conhecesse a origem de todo o seu sofrimento sabia reconhecer a soberania de Deus em sua vida. Quando situações contrárias, pessoas ou o que quer seja tente nos tirar da presença de Deus façamos como Jó glorifiquemos ao Senhor e não O neguemos!

Sétima prova: O inimigo usa os amigos de Jó (Jó 4- 38).

      Jó recebe a visita de três amigos que vieram de longe eram: Elifaz, Bildade e Zofar, e depois chegou Eliú. Quando seus amigos chegaram e contemplaram o estado de Jó ficaram uma semana sem falar uma palavra. Então, o anfitrião Jó se lamenta por tudo o que esta acontecendo em sua vida e amaldiçou até mesmo o dia em que havia nascido (Jó 3), logo depois de Jó terminar de falar então o seu amigo mais velho começa a falar a Jó. Elifaz vendo toda a situação ruim de Jó o acusa dizendo: "Lembra-te agora qual é o inocente que jamais pereceu? E onde foram os sinceros destruídos? Segundo eu tenho visto, os que lavram iniqüidade, e semeiam mal, segam o mesmo." Como podemos ver este amigo de Jó fala que ele deveria estar em pecado ou feito algum mal, e por isso estava naquela situação. Fala também que Jó queria ser mais justo do que seu Criador e que estava sendo corrigido por Deus(Jó 5.17). Jó tenta se justificar e terminando de falar outro amigo começa a tentar "consolá-lo". Bildade fala que se porventura os filhos de Jó estivessem pecado a morte deles foi para pagar suas transgressões (Jó 8.4) e pede para ele buscar a Deus de madrugada implorar a misericórdia de Deus (Jó 8.5) Jó novamente replica as acusações. Então, o terceiro amigo Zofar vendo Jó tentando se defender das acusações de seus outros amigos chama-o de tagarela, mentiroso e zombador (Jó 11.2-4). Para finalizar chega o jovem Eliú que chama Jó também de zombador, (Jó 34.7) pecador e rebelde (Jó 34.33), tagarela e não sabe o que esta dizendo (Jó 35.16) e que esta sofrendo por sua maldade (Jó 36.21)
      Nesta última prova vemos como é importante termos amigos homens de Deus de Verdade, que ao vermos passarmos por provações não reúnem para nos julgar como foi o caso dos amigos de Jó. Temos que ter em mente quando fizermos visitas aos nossos irmãos na fé não julgar, mas levar uma palavra de conforto. O próprio Deus irou- se com amigos de Jó (Jó 42)
      Jó passou por mais esta prova posteriormente tentou questionar Deus o porquê de todas as provações. Deus passa a responder e mostra para Jó sua pequenez (Jó 38-41). Jó reconhece que não é nada e exalta o Senhor ((Jó 42.2) que muda o seu cativeiro. Deus pede para que Jó ore pelos seus amigos para estes serem perdoados pelas inverdades que disseram sobre ele. O livro de Jó termina dizendo:

E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.
Também teve sete filhos e três filhas.
E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque.
E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos.
E depois disto viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração.
Então morreu Jó, velho e farto de dias.(Jó 42.12-17)

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A harpa e seu belo som


      Saul quando estava perturbado por um espírito maligno se acalmava ao ouvir o som do hábil harpista Davi (1 Sm 16.23). Ouça alguns louvores da irmã Priscila Sales e o irmão Osiel de Barueri (SP), que estiveram no congresso da UMADEM ( União da Mocidade da Assembléia de Deus em Mauá), neste último final de semana e que estarão em nosso congresso de jovens em nossa congregação em julho.








quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Quero crescer! Crescer! Mais e mais!



      O evangelista, médico e historiador Lucas ao relatar do nascimento a ascensão aos céus de nosso Senhor Jesus, a exemplo dos outros evangelistas falou pouco sobre a sua infância, mas do pouco que relatou constatou que Jesus tinha sede de conhecimento estava entre os doutores do templo fazendo perguntas, era sujeito aos seus pais e crescia em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens(Lc 2.52).

      Lucas disse que Jesus não crescia somente no tamanho físico, ou seja, em estatura, mas também em sabedoria (conhecimento) e na graça (espiritualmente). Muitos estão em nossas igrejas há muito tempo e têm tido um crescimento deficiente não conseguem ter esse triplo crescimento.

      Quando chegamos a idade adulta não podemos crescer mais em estatura física, mas ainda podemos crescer em conhecimento (bíblico e secular) e principalmente espiritualmente buscando com zelo os dons espirituais. Quantos irmãos conhecemos que têm vários dons espirituais, mas são meninos no entendimento das Escrituras ? Mas também há aqueles irmãos que são versados nas Escrituras e são meninos nos dons espirituais? Por isso, devemos buscar crescer em todos os sentidos como nosso Senhor e Salvador Cristo Jesus.

      O profeta Oséias nos exorta : "Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR"(Os. 6.3). O apóstolo Paulo acrescenta: "Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais (1 Co 14.1).Não devemos buscar o crescimento para nossa edificação pessoal, mas para edificação da igreja e também para glória e honra do nosso Senhor Jesus. (1 Co 14.3 , 10.31) Então, assim como nosso Senhor e Salvador venhamos buscar o crescimento pleno não somente na estatura, mas também em sabedoria e na graça de Deus (Lc 2.52)



sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Geração de adoradores! Geracão de apaixonados! Será?



      É muito comum em nossos dias cantores evangélicos se referirem ao seu público como adoradores. Estes adoradores "fervorosos" e extravagantes também serem chamados de geração de apaixonados, mas o que temos visto é bem diferente. Os cantores evangélicos são realmente modelos de adoradores? E o público que os seguem podem ser chamados adoradores na acepção correta do termo?

      Recentemente a Revista Veja, publicou uma matéria que comentava o sucesso de um padre pop star, chamado Fábio de Melo que seguindo os modelos mundanos como descreve a revista: "Usa calças justas, tem sobrancelhas delineadas e, ainda que não admita em público, já se submeteu a picadas de Botox para remover rugas da testa e dos olhos. Seus cabelos, provavelmente por inspiração do Espírito Santo, emitem reflexos dourados" se tornou o artista que mais vende CDs na atualidade. A matéria não se limitou a falar do sucesso do padre, mas comentou também o sucesso de outros artistas católicos e também evangélicos.

      A Revista comparou e comentou cantores católicos e evangélicos e traçou paralelos com artistas mundanos, por exemplo, a cantora Fernanda Brum comparou com a Ivete Sangalo, a Aline Barros diferente do modelo de mulher evangélica a revista disse que destoa do “estereotipo" evangélico por usar roupas e maquiagens, Regis Danese chamado de pagodeiro regenerado; e a banda G3 lembrada por usar tatuagens, cabelos compridos e o som pesado.

      Infelizmente, a imagem que a mídia secular e as muitas pessoas têm dos cantores evangélicos não é muito boa estes a exemplo do padre supracitado estão cada vez mais parecidos com artistas mundanos. As letras dos seus repertórios estão cada vez mais repletos de canções de auto-ajuda. Canções feitas não unicamente com intuito de adorar primeiramente ao Senhor, mas por seguir um padrão mundano de buscar $uce$$o, muitos hinos de adoração ao nosso Deus acabam sendo preteridos em favor de canções antropocêntrica$.

      Um livro usado com letras de adoração ao Senhor pelo povo no antigo testamento era o de Salmos. Quem escreveu os 150 salmos? Eram homens como: Davi, Salomão, Moises, Asafe e os filhos de Coré. Quem são os escritores dos hinos evangélicos atuais? Será que são homens com a vida de comunhão e adoração a Deus como Moises e Davi? Recentemente uma música de depravação e orgia sexual chamada Créu foi lançada e fez muito sucesso entre pessoas não convertidas. Pois bem, dentro de pouco tempo foi lançada uma "versão gospel" com o coro: céu, céu, céu (...). Com certeza há muitas pessoas que não estão querendo se converter de todo o coração ao Senhor, mas têm saudades do "Egito” adaptam músicas mundanas para "adorar" a Deus.

      Os israelitas entoavam o cântico dos degraus (Sl 120-134) na caminhada ao subir para adorarem em Jerusalém e nas escadas do templo. Hinos de adoração e gratidão a Deus. Hoje os hinos são antropocêntricos, triunfalistas e alguns nem chegam mais mencionar o nome de Jesus. Mencionam sonhos, mudanças na vida, promessas etc.

      Os cantores evangélicos precisam parar de quer imitar os ídolos mundanos. Precisam também ter cuidado para que os seus hinos tenham uma mensagem pautada na Bíblia (bibliocêntricos), e que levem os seus ouvintes a adorar realmente ao Senhor Jesus (cristocêntricos). Caso contrário, continuaram sendo conhecidos como imitadores de cantores e estilos musicais seculares. Precisam entender que são apenas meios usados para levar a Deus, e não devem ser idolatrados como as celebridades seculares. Caso contrário, criaram uma geração de pessoas para idolatrá-los e formaram também uma geração de pessoas apaixonadas, mas que não são verdadeiros adoradores, pois verdadeiros adoradores (Jo 4.24) não idolatram pessoas e também não são apaixonados tendo em vista que a paixão é uma doença. Verdadeiros adoradores buscam a Deus em espírito e verdade, amam a Deus e ao próximo (Mt 22.37-39) têm compromisso com o Senhor e a Sua palavra e adoram somente a Deus (Dt 6.4).



terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Congresso de Jovens da Assembléia de Deus em Mauá (CONJADEMA)



      A AD de Mauá (SP), presidida pelo pr. Dr. Samuel Marcelino da Silva irá realizar nos dias 21 a 24 de Fevereiro o congresso da UMADEM ( União da Mocidade da Assembléia de Deus em Mauá). Este será o sétimo congresso e terá como tema: "Como barros nas mãos do oleiro é a nossa geração nas tuas mãos oh! Deus". Baseado em Jr 18.6

      Palavra do Pastor:

      Estamos felizes pela realização do 7º CONJADEMA, evento este tão importante para nossa juventude que depara a cada momento com conflitos de ordem social, familiar e espiritual, quando, o diabo, se aproveitando disso, disponibiliza as suas alternativas que, aos incautos, parecem boas, mas no fim conduzem à destruição de vidas preciosas dentre os nossos jovens.

      A Bíblia exorta a todos lembrarem de nosso Deus nos dias da nossa juventude, tempo em que temos saúde, força e disposição para fazermos a sua obra (Eclesiastes 12), e o apóstolo João também escreve aos jovens cristãos lembrando a eles que são fortes e já venceram o maligno. (João 2.14b)

      Com certeza, o Espírito Santo irá operar sobrenaturalmente grandes milagres nesses dias de festividade. Toda glória seja dada a Deus.

      A Igreja de Mauá tem cumprido a ordem de Jesus em ir e fazer discípulos e, com toda convicção, dizer como o profeta Samuel: " Até aqui nos ajudou o Senhor".

      Agradeço a Deus, à Diretoria, à Coordenação da UMADEM na pessoa do Pr. Clarismundo Martins Peixoto e o toda equipe que, de alguma forma, contribui para esse evento realizasse.

      Desejo, de todo coração, que cada jovem seja revestido do poder de Deus e saia deste evento renovado para fazer a grande obra que Deus confiou a cada um de nós, e que Deus confiou a cada um de nós, e quer esta geração seja de fato como barro nas mãos do oleiro, e que Deus nos abençoe, transformando vidas dilaceradas pela corrupção, violência e outras mazelas do mundo atual em verdadeiros vasos de honra e louvor na Casa de Deus.

      Um abraço a todos

      Pr. Samuel Marcelimo da Silva- Pr Presidente

Programação

     Dia 21/02/2009, Sábado - Abertura


das 18h30 às 21h - Culto Noturno
Preletor: Pr. Israel Marcelino
Cantor: Jadir Pereira

Participação da Mocidade da Igreja Evangélica Assembleía de Deus em Santo André

     Dia 22/02/2009, Domingo

das 14h às 16h30- Culto Vespertino
Preletor: Pr. Israel Marcelino

das 18h30 às 21h - Culto Noturno
Preletor: Pr. Álvaro Sanches
Cantora: Priscila Sales

Participação: departamentos da Igreja Sede

      Dia 23/02/2009, Segunda-feira

das 14h às 16h30- Culto Vespertino
Preletor: Pr. Álvaro Sanches

das 18h30 às 21h- Culto Noturno
Preletor: Pr. Josias Paulino
Cantor: Marcos Silva

Participação: Circulo de Oração da Igreja Ev. Assembleia de Deus em Mauá -Sede

     Dia 24/022009, Terça feira - Encerramento

das 18h às 21h - Culto Noturno
Preletor Pr. Adilson Rossi
Cantor: Rafael Rossi

Participação: Coral da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Mauá- Sede



Como chegar à AD Mauá



O cristão e o uso da internet. Parte 2



      Continuando a série de postagens sobre o cristão e o uso da internet na primeira postagem falamos resumidamente da quantidade de recursos e da resistência quanto ao uso da internet. Nesta postagem falaremos mais detalhadamente de alguns recursos e como tirar o melhor proveito de seu uso.

      Lembrando também que hoje, dia 10 de fevereiro é o Dia Internet Segura onde serão desenvolvidas atividades educativas, e de prevenção para melhorar o uso da internet e outras tecnologias em 65 países e inclusive no Brasil.

      Nesta segunda parte, falaremos de alguns recursos: softwares de mensagens instantâneas, e-mails, voz sobre ip (Voip) e sala de bate-papos.

      Softwares de mensagens instantâneas (Instant Messengers).

      Quando se falava deste tipo de software para os mais antigos vão lembrar-se do ICQ, já para os mais novos estou falando do MSN, Yahoo Messenger e outros similares. Este tipo de software permite troca de mensagens (texto, voz, vídeos e arquivos de diversos formatos) entre pessoas de modo fácil e rápido. Porém, exige alguns cuidados para a segurança do usuário e da máquina. Do mesmo modo que ao andarmos na rua normalmente não conversamos com estranhos, não revelamos onde moramos, dados pessoais, e outros dados como: endereço e telefone. Devemos ter os mesmos cuidados ao usarmos estas ferramentas:

      -Não adicionar contatos que não conhecemos;
      -Não revelar dados pessoais para pessoas que não conhecemos realmente;
      -Não clicar ou abrir link e/ou arquivos enviados antes de passar pelo antivírus;
      -Ao usar locais públicos não marcar opção de lembrar a senha e certificar-se de ter saído do programa.


      Ao conversar com as pessoas da mesma forma que não gritamos não devemos usar letras MAIUSCULAS, pois seria o mesmo que GRITAR. Sei que nestas conversas tem um "idioma" próprio, mas seria importante também neste ambiente virtual fazermos uso da forma culta da nossa língua.

       Cuidados que devemos ter com o computador:

      -Manter a versão final mais recente do software;
      -Manter o sistema operacional (Windows 98, Windows, ME, 2000, XP, Vista; Linux e Macintosh) atualizado;
      -Manter os softwares de segurança (antivírus, firewall e antispyware) atualizados.


      Podemos evangelizar usando esta ferramenta para falar de Jesus para nossos amigos, parentes e conhecidos rompendo muitas vezes a distância geográfica. Também há possibilidade de aprender um novo idioma procurando fazer amigos de outras nacionalidades e evangelizá-los também, enfim existem muitos meios de usarmos estas ferramentas de modo mais seguro e que possa contribuir para o nosso crescimento pessoal, profissional e até espiritual.

      E-mails

      A palavra mail em inglês significa correio, logo e-mail seria o mesmo que o nosso correio só que no ambiente virtual. O e-mail seria, portanto o nosso correio eletrônico.

      Os mais antigos quando precisavam se comunicar com pessoas que estavam distantes usavam cartas ou epistolas como os apóstolos para falar com as igrejas e irmãos distantes. Hoje usamos o e-mail.

      O uso do e-mail pode economizar tempo e dinheiro benefícios que atraem cada vez mais empresas e pessoas comuns. Você já tem e-mail? Se ainda não tem saiba os benefícios e cuidados para usar o seu e-mail.

      Aos que já tem uma conta de e-mail podem receber: ofertas, artigos, newsletters, dicas, estudos etc. Podem mandar currículo, informar colegas, amigos e parentes sobre algo relevante que gostaria de compartilhar com eles, marcar compromissos, solicitar informações de produtos, serviços, reclamar e muitas outras ações.

       Cuidados com o seu e-mail:

      - Quando fizer o e-mail (usuário@domínio) procurar não fazer com o usuário muito comum como: marcelo@dominio.com.br, pois irá receber muitas mensagens geralmente comerciais não solicitadas (Spam);
      - Usar senhas mais elaboradas evitando usar à data de aniversário, nome da namorada e outros dados fáceis para pessoas que o conhecem;
      - Não abrir e/ou clicar em links recebidos de pessoas e/ou empresas (Receita Federal, bancos, Serasa e etc.) que não conhece ou que não solicitou contato;
      - Não enviar e-mails com informações que você não checou à fonte se é realmente verdade. Nós cristãos temos que ter esse cuidado, pois existem muitos boatos que usam e-mails (hoaxes) para se propagar. E-mails até bem elaborados contando mentiras (Jo 8.44) e não queremos ser usados para propagar mentiras na internet;
      -Não participar de correntes que podem propagar até alguma informação útil, mas que de modo geral serve apenas para entupir a caixa de e-mail de outros usuários. Pessoas incomodadas com o recebimento deste tipo de mensagens podem colocar o nosso e-mail na sua black list (Lista negra) e quando tivermos algo realmente importante para mandar esta pessoa não irá receber.


      Voz sobre ip

      Nos primórdios da internet comercial no Brasil a conexão era feita com linha telefônica (dial-up) o que deixava a linha ocupada (não recebia ligação), a velocidade da conexão era baixa e a conta telefônica quando usada durante o horário comercial vinha com valores absurdos.

      Hoje com o advento da internet banda larga (broad band) e sua utilização cada vez mais disponível podemos enquanto estiver na internet desfrutar dos recursos da rede com velocidade razoáveis, a linha fica desocupada e também com planos fixos não há
surpresas nos valores da conta telefônica. Com o uso da internet banda larga podemos economizar até na conta telefônica usando a internet para fazer ligações (telefonia por ip).

      Usando esta tecnologia (voip) podemos usar a internet como telefone para ligarmos para amigos, parentes e conhecidos. Nesta falta de tempo que temos pode ser muito útil quando não podemos falar pessoalmente usar esta tecnologia para encorajarmos nossos irmãos na fé, evangelizar e muito mais.

      Salas de bate-papo

      Ninguém em sã consciência levaria seu filho para uma sala onde supostamente iria brincar com outras crianças desconhecidas supostamente de sua idade, mas haveria possibilidade de pessoas maiores muitas vezes más intencionadas pudessem fazer algum mal a ele.
      Em nossas casas ou mesmo em outros lugares com acesso a internet há perigos enormes que podem rondar as crianças, jovens e adultos nas salas de bate-papo.
      Qualquer pessoas pode entrar em uma sala de papo e se passar por outra, mentir, ganhar a confiança de outras pessoas e aplicar golpes. Por estes motivos devemos todo cuidado com as crianças e jovens que usam este tipo de ferramenta.

      A maioria das salas são monitoradas, mas mesmo assim temos que ser prudentes.

       Cuidados com salas de bate-papo:

      - Evitar que crianças acessem esta ferramenta sem o acompanhamento de um adulto;
      - Escolher sala apropriada por idade, sexo, religião e nível cultural;
      - Não revelar dados pessoais (nome, telefone, endereço e etc.);
      - Não acreditar em tudo que ouvir e se precisar marcar algum encontro com alguém que conhecer neste ambiente marcar em um local público;

      Podemos usar sala de bate-papo para conversamos com alguém que conhecemos, porém esta longe geograficamente. Nas salas temáticas conhecer mais sobre determinados assuntos e seus argumentos favoráveis e contrários. Aprender outros idiomas e também evangelizar.

      Continua...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O cristão e o uso da internet. Parte 1




      A internet esta hoje cada vez mais disponível em: escolas, shoppings, hotéis, escritórios e casas. Através da grande rede temos disponível praticamente tudo: comunicação em tempo real (messengers, e-mails, voz sobre ip, bate-papo e etc), conteúdo de livros, filmes, novelas disponíveis para download. Temos ainda sites, blogs, flogs, fotologs e muito mais. É possível comprar, vender, pagar contas, acessar ao banco (internet bank), estudar(e-learning), trabalhar, cultos online, namorar enfim praticamente tudo o que podemos fazer na vida real. Porém, como na vida real a "vida virtual" envolve riscos e nós cristãos temos que estar preparados para usar a grande rede com máxima segurança possível e dar bom testemunho.

      Diante da fartura de recursos que há na Internet e também das enormes possibilidades de seu uso para divulgação do evangelho. Há ainda cristãos que tem ojeriza ao seu uso demonizando-a como em muitas denominações que antes também demonizava a TV. Aqui em São Paulo, por exemplo, na marginal havia um outdoor de uma denominação com o seguinte slogan: "A televisão é a imagem da besta" que expressa certa aversão ao uso da televisão. De fato, a televisão reflete o interesse e o gosto de seu público, mas certamente não é a besta que o apóstolo João relata em Apocalipse.

      A internet também sofre uma certa resistência ao seu uso é famosa a estória que ao digitarmos www estamos digitando 666 e que ao usarmos o mouse com a mão direita estamos recebendo a marca da besta. Assim como existe certa falácia contra o uso da TV a internet sofre certa aversão por parte de alguns cristãos. Mas o que mais vem preocupando realmente quanto a internet é má utilização dela por partes de alguns cristãos.

      Pretendemos contribuir com algumas informações e dicas para tornar mais seguro acesso e o uso da internet dentro dos valores e princípios cristãos.



O cristão e o uso da internet. Parte 2

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Consequências da queda do teto do templo da Renascer



      Passada a grande tragédia no templo sede da Igreja Renascer, ocorrida no dia 18 de janeiro, no bairro de Cambuci em São Paulo que vitimou 9 pessoas e deixou mais de 120 feridos ainda há desdobramentos que podem afetar todos os templos evangélicos na cidade de São Paulo.

      No dia 2 de Fevereiro, a promotora de Justiça de habitação e Urbanismo, Mabel Tucunduva Schiavo Prieto de Souza entrou com a representação junto ao ministério público para fechar os 108 templos da igreja ação foi rejeitada pelo ministério público.

       Ontém dia 4 de Fevereiro, na reabertura da Câmera o vereador Adilson Amadeu (PTB) propôs uma CPI para que fossem vistoriados todos os templos religiosos da cidade. CPI que foi questionada pelo vereador Carlos Apolinário, ligado a Assembléia de Deus para que caso seja aprovada esta medida não se limite somente aos templos religiosos, mas a todos os imóveis da cidade.

      Esta na hora das lideranças das igrejas evangélicas cuidarem não só espiritualmente do fiéis, mas também se preocuparem com a segurança física de seus templos para que este "acidente" provocado pelo deszelo da liderança da igreja Renascer com relação a manutenção deste templo sede não seja usado por inimigos do evangelho como desculpa para fechar sem fiscalização os templos ou enrijecer a fiscalização com único intuito de fechar templos. Enquanto bares , casas de prostituição, salões continuaram abertos ou pelo cuidado de seus proprietários que zelam pela estrutura com alvará ou pela falta de fiscalização que quer fiscalizar e fechar somente os templos religiosos.

      Fonte de consulta: Site cristianismo hoje.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Conflito Israel versus Hamas. Israel versus imprensa anti-semita. Parte 2


      No dia 6 de Janeiro, a maior parte da imprensa estampava em suas manchetes a acusação de que Israel havia invadido e matado civis inocentes em uma escola da ONU. Vocês lembram! Pois é, agora saiu a verdade sobre o acontecido.
      O estranho é que não vemos agora quase ninguém desmentindo a injustiça contra Israel. Transcrevemos agora a matéria vinculada no blog do colunista da Veja Reinaldo Azevedo.

****************************************************

      NÃO, ISRAEL NÃO ATACOU A ESCOLA DA ONU. ERA UMA FARSA DO HAMAS. A ONU FOI OBRIGADA A ADMITIR A VERDADE. QUASE UM MÊS DEPOIS! CADÊ AS MANCHETES?

      A notícia não está em nenhum dos jornais brasileiros ou nos grandes sites noticiosos. Lembram-se aquele ataque das Forças de Defesa de Israel a uma escola da ONU, que matou 43 pessoas? Pois é. Não foi numa escola da ONU coisa nenhuma, o que os israelenses vinham dizendo desde o dia 6 de janeiro. Só na segunda-feira, quase um mês depois, Mawell Gaylord, coordenador de ações humanitárias da ONU em Jerusalém, admite a verdade: o morteiro foi lançado numa rua PERTO da escola, mas não contra a escola.

      Ora, recuperem o noticiário dos jornais e sites do Brasil e do mundo naquele dia 6. Lembro-me de ter aqui ironizado que os israelenses, maus como pica-paus, não podiam ver uma escola da ONU que iam logo jogando morteiros. Talvez para se livrar do tédio, não é? Ah, acusaram-me de insensível facinoroso. Marcelo Coelho, da Folha, sugeriu no jornal e no seu blog que tenho certa simpatia pelo assassinato em massa de crianças... Mais: como eu alertasse aqui para o óbvio — O HAMAS É A FONTE DAS NOTÍCIAS —, fui acusado de realismo estúpido. Coelho chegou a indagar algo como: “Para que jornalismo se já existem os militares?” Ou coisa assim. Chegou a minha vez de indagar: PARA QUE COELHO SE JÁ EXISTE O HAMAS?

      O jornalismo dele, não sei para que serve. O meu existe, entre outras razões, para que os freqüentadores deste blog possam ler com mais acuidade o que é noticiado na imprensa.

      Não se espante, leitor, se, naquele episódio, não tiverem morrido as 43 pessoas anunciadas. Todas, rigorosamente todas as ditas “atrocidades” cometidas por Israel têm origem no, como direi?, Departamento de Propaganda do Hamas: do grande número de crianças e civis mortos ao uso de bombas de fragmentação e fósforo branco para atacar pessoas. Este segundo caso, então, pode dar pano para manga. A tal substância não é considerada arma química. É empregada para iluminar alvos noturnos e criar cortina de fumaça para ação da infantaria. Israel nega que tenha feito qualquer coisa fora das leis internacionais. Como negava que tivesse jogado morteiro numa escola da ONU — e falava a verdade. De todo modo, abriu-se uma investigação.

      Como se vê, o Hamas faz direitinho o seu trabalho. O ataque mentiroso à escola foi manchete do mundo inteiro. O desmentido, até agora, está apenas no Haaretz. O mundo também não se interessou em manchetar as torturas e execuções sumárias que se seguiram à retirada de Israel de Gaza.

      A imprensa ocidental se deixou seqüestrar pela lógica terrorista. Esse caso da escola merece a justa designação: ESCÂNDALO. Quer dizer que os homens da ONU em Gaza demoraram um mês para fazer o que poderiam ter sido feito em cinco minutos? Escrevi aqui, certa feita, que o principal inimigo de Israel no Oriente Médio é a organização. Foi uma gritaria. Eis aí.

      Bem, esperar o quê? O principal representante das Nações Unidas em Gaza é um sujeito que acredita que os próprios EUA tramaram o 11 de Setembro...

      Pois é, leitores. Como diria aquele, quando já temos o terrorismo e a ONU, pra que certo jornalismo, não é mesmo?

****************************************************

      Esta informação serve para examinarmos com cuidado as fontes formadoras de opinião, pois elas podem manipular ao seu bel prazer os incautos leitores fazendo que venhamos fazer juízo de valor incorreto e cometer injustiça. Parabéns ao bom jornalismo.