Related Posts with Thumbnails
Mauá -São Paulo- Brasil -
Neste blog o irmão e/ou amigo internauta irá encontrar textos, testemunhos e informações relacionadas ao evangelho. As informações e textos transmitidos são analisados tendo como base de autoridade a palavra de Deus que é um guia infalível para conduzir os servos do SENHOR neste mundo de trevas morais e espirituais. Exortando para que sejamos o "sal da terra" e "luz do mundo".
Loading...

quinta-feira, 12 de março de 2009

Ortodoxia e ortopraxia cristãs


      Dois conceitos interessantes para conhecermos e promover um debate destas práticas no meio cristão. Estudando a etimologia destas palavras temos: orto (correto) doxia (opinião ou louvor), portanto ortodoxia seria um sinônimo de crença correta ou sã doutrina (Jd 3). Já o termo orto (correto) praxia (prática) seria sinônimo de prática correta. Para vermos a importância da união destas duas práticas para vida cristã vamos transcrever abaixo a parábola do Bom Samaritano.

      E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês? E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira. (Lc 10.25-37)

      Nesta parábola temos três personagens: o sacerdote, o levita e o samaritano. O sacerdote e o levita representam ou deviam representar a ortodoxia, conheciam a lei mosaica, já o bom gesto do samaritano a ortopraxia. Quando vivemos uma vida cristã conhecendo a sã doutrina e não praticando o amor ao próximo nós assemelhamos ao sacerdote e ao levita. Seremos apenas religiosos ocupados com nossos ofícios na casa de Deus, não socorrendo as almas feridas pelo inimigo durante a estrada da vida. Quando procedemos como o bom samaritano estamos praticando a ortopraxia cristã, pois estaremos manifestando o amor ao próximo que o Senhor espera de nós (Mt 22.37). O interessante nesta parábola é que o samaritano não fazia parte do povo de Deus (Israel). Em nossos dias muitos não-cristãos, como os espíritas têm demonstrado muitas vezes mais amor ao próximo dos que os cristãos.

      O Senhor quer conheçamos as sagradas letras (Jo 5.39), mas também que venhamos praticá-la. O que observamos com a proximidade do arrebatamento da igreja é o que o amor de muitos tem se esfriado (Mt 24.12). Nós cristãos temos que compreender que temos uma grande comissão (Mt 28.18-19) de levar o evangelho a toda criatura para isso não podemos abrir mão da ortodoxia bíblica, porém também não devemos esquecer da ortopraxia cristã. Zelando pela Palavra de Deus, mas tendo amor aos perdidos tratando de suas enfermidades, desta forma herdaremos a vida eterna com Cristo (Lc 10.25,34-37)


16 comentários:

Vanessa Dutra disse...

Paz do Senhor!

Excelente reflexão sobre a ortopraxia cristã!
Eu nem sabia o que essa palavra significava! rsrsrs

Deus continue te abençoando!

Marcelo Oliveira disse...

Irmã Vanessa!
Graça e paz!

Eu aprendi recentemente este termo também ...rs! Resolvi pesquisar e escrever sobre este assunto, pois é importante não só preservar a ortodoxia bíblica, mas também praticar a ortopraxia que distingue-nos dos apenas religiosos e nos torna verdadeiros cristãos.

T.a.t.h.i.a.n.a L.u.c.e.n.a disse...

Aleluuuuuuuia, Jesus!!
Amado, muito obrigada pela vista ao meu blog e por suas palavras!
Obrigada pela oportunidade a mim concedida de aprender um pouco mais da Palavra de Deus! Este texto edificou meu coração e tbm meu intelecto!
Que Deus continue lhe abençoando poderosamente!
Estarei lhe seguindo a partir de hoje!

Abraço fraterno, querido irmão!

Marcelo Oliveira disse...

Graça e paz!

Irmã Tathiana! Agradeço sua visita e comentários! Passei em seu blog e gostei também irei acompanhá-lo.

Que o Senhor continue te abençoando mais e mais!

Abraços fraternos!

Debora Zibordi disse...

Pr. Marcelo, a paz do Senhor.

A parábola em destaque é uma de minhas preferidas, pois além de mostrar que devemos amar como Cristo, ela nos ensina que também precisamos viver o que pregamos.

Parabéns, mais uma vez pelo texto. Que o Senhor te use poderosamente para a libertação de nossa nação.

Marcelo Oliveira disse...

Paz do Senhor! Irmã Debora!

Agradeço sua visita e comentário! Ainda não fui agraciado com o título de pastor, mas espero um dia alcançar esta bênção (1 Tm 3.1). A parábola do Bom samaritano realmente tem muito a nos ensinar a sermos cristãos como o próprio Cristo.

Abraço!

Juber Donizete Gonçalves disse...

Marcelo,

Bonito texto sobre a ortodoxia e a ortopraxia. As duas tem andar juntas mesmo e não apenas uma senão fica igual a exortação de Jesus à igreja de Éfeso no Apocalipse, ortodoxa mas sem amor. Vou incluir seu blog nos meus links.

Abraço.

Marcelo Oliveira disse...

Caro irmão Jubber, a paz do Senhor!

Agradeço sua visita e comentário! Bem lembrado o caso da igreja de Éfeso serve como o exemplo de uma igreja que podemos imitar a sua ortodoxia ,mas não sua ortoproxia. Estarei incluindo seu blog nos meu favoritos também.

Matias Borba disse...

Caro irmão Marcelo Oliveira,
Paz do Senhor!

Precisamos a cada dia amar como Cristo nos amou e viver cada vez mais o que aprendemos com A Bíblia.

Apenas assim alcançaremos os propositos do Senhor!

Deus te abençoe sempre!

Marcelo Oliveira disse...

Paz do Senhor! Irmão Matias!

Agradeço sua visita e comentário! Precisamos realmente, e cada vez mais ver o mundo como Cristo via, amar ao próximo como Ele nos amou só assim estaremos vivendo nossa fé cristã em sua plenitude (ortodoxia + ortopraxia).

Que o Senhor continue abençoando mais e mais! (1 Co 15.58)

Abraço!

Allan Ferreira disse...

Prezado Marcelo,

Saudações em Cristo!

Assunto pertinente e atual.
Deus continue o abençoando!


Pelos Interesses do Mestre,

Allan

Marcelo Oliveira disse...

Caro irmão Allan, a paz do Senhor!

Agradeço sua visita! Este assunto é pouco abordado, mas é tão atual como nos dias de Jesus.

Debora Zibordi disse...

Ô, irmão Marcelo, você ainda não é pastor? Mas tem todas as características, viu?

Parabéns!

Que Deus te abençoe, querido irmão.

Marcelo Oliveira disse...

Cara irmã Debora, a paz do Senhor!

Eu acredito que o Senhor tem o melhor para os servos tanto ministerialmente, espiritualmente em todas as áreas e irá prepar-nos para isso (1 Co 2.9). Vejo que a irmã já foi agraciada com o dom da escrita. Uma alegria vê-la neste blog!

Deus continue te abençoando sempre!

Walterferreirajunior Ferreirajunior disse...

muito bom pela definiçao e comentario sobre a ortodoxia e ortopraxia,precisamos sempre praticar as duas para desfrutar a vida eterna é uma pena que muitos lideres nao estao na pratica das duas coisas mas vivenciando um cristianismo em crise,como prega hank hanegraaff.

Paulopreco disse...

Está valendo a pena conhecer este blog, pra mim é um seminário "eletrônico"