Related Posts with Thumbnails
Mauá -São Paulo- Brasil -
Neste blog o irmão e/ou amigo internauta irá encontrar textos, testemunhos e informações relacionadas ao evangelho. As informações e textos transmitidos são analisados tendo como base de autoridade a palavra de Deus que é um guia infalível para conduzir os servos do SENHOR neste mundo de trevas morais e espirituais. Exortando para que sejamos o "sal da terra" e "luz do mundo".
Loading...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

As sete provas de Jó e algumas lições para fortalecer a nossa fé



      A Bíblia relata que Jó habitava em Uz, na atual Arábia era o homem mais rico do oriente. Possuía muito gado, servos, riquezas e uma família grande e abençoada. Deus testemunhou do caráter de Jó dizendo: "Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal.” (Jó 1.8) para seu arque inimigo Satanás que o acusou de "comprar" Jó com suas bênçãos. Deus, então autorizou a Satanás para que tocasse em tudo que era de Jó, mas não podia tocar em sua vida.

      Um erro comum que as pessoas fazem é atribuir muito poder a Satanás, mas em uma leitura atenta vemos que o inimigo de nossas almas só pode ir até onde Deus o permitir (Jó 1.12). Deus conhecia a Jó e sabia até onde ele poderia suportar. Como servos de Deus estamos protegidos do inimigo (1 Jo 5.18). Deus nos conhece e não permitirá que sejamos provados mais do que possamos suportar. Quantos irmãos passam por provas e logo querem sair da igreja? Quantos irmãos dizem que estão no fundo do poço e na verdade só desceram apenas um metro? Se você esta no fundo do poço se acalme chegou a hora de Deus agir. Afinal, o Senhor disse em sua palavra que não permite que sejamos provados acima de nossas próprias forças (1 Co 10.13).

      Uma falaciosa doutrina ensinada em nossos dias é que o cristão não pode ficar doente, não pode perder bens e se perder deve estar em pecado. Estaria Jó em pecado? Sabemos que não, pois o próprio Senhor testificava de Jó certamente ele não estava em pecado (Jo 1.8). Vejamos as sete provas que o Senhor permitiu na vida de Jó e tiremos algumas valiosas lições para nós (Rm 15.4).

Primeira prova: Jó perde os bois e as suas jumentas (Jó 1.14-15)

      Os sabeus um povo que anteriormente não tinha relato de problemas com Jó foram usados pelo inimigo, para roubar os seus bois e jumentas, além de matar os seus servos que cuidavam deles só sobrando apenas um servo para contar a má notícia. Mesmo depois desta perda significativa, Jó ainda era um homem muito rico. Pode ocorrer de termos uma boa relação com nossos vizinhos, e de repente estes passam a fazer algo ruim contra nossa família, casa ou propriedade estejamos atentos pode ser o inimigo usando do mesmo expediente que usou contra a vida de Jó.

Segunda prova: Jó perde suas ovelhas (Jó 1.16)

      Jó não havia acabado de receber a noticia da perda de seus bois e jumentas. Chega outro servo com outra má noticia. Com a permissão de Deus, o inimigo mexeu com as forças da natureza e mandou fogo do céu que queimou as ovelhas de Jó, e matou os seus servos. Aqui podemos imaginar se Deus permitisse que satanás usasse as forças da natureza contra seus servos em nossos dias? Todo dia teríamos o telhado de nossas casas arrancados e nossos bens destruídos. O dia mau havia chegado à vida de Jó imagino a esta altura já deveria estar atônito com estas duas más noticias.

Terceira prova: Jó perde seus camelos (Jó 1.17)

      O inimigo agora usa os Caldeus para roubar os camelos e ferir os servos de Jó. Novamente preserva apenas um mensageiro parar dar à má noticia. Com esta terceira prova Jó, outrora rico fazendeiro já não tem mais gado para suas fazendas. Muitos colocam os corações em sua riqueza e servem a Deus durante a época da bonança e durante os tempos difíceis esquecem-se dEle ou fazem pior atribui a Deus todo o mal sofrido. Jó demonstrou que devemos servir ao Senhor durante toda nossa vida tendo ou não tendo dinheiro (Hc 3.16-17; Jó 19.25)

Quarta prova: Jó perde seus filhos (Jó 1.18-19)

      Nesta prova o inimigo tira a vida dos dez filhos de Jó de uma só vez em um só dia. Imagine o sofrimento de um pai, e principalmente de uma mãe ao perderem todos os seus filhos? A Bíblia diz que depois de todas estas perdas Jó rasgou suas vestes, raspou sua cabeça e adorou ao Senhor dizendo: "Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.”       
       Em nossos dias quantos perdem um moeda e passam já a murmurar de Deus, perdem o emprego e passam a murmurar de Deus, imagina alguém que era o homem mais rico de sua região perder praticamente todos os seus bens e ainda perdem todos os seus filhos? É comum vermos pregadores dizerem que os filhos de Jó estavam desviados ou estavam em uma festa fazendo alguma espécie de orgia, mas a Bíblia não diz isto diz que Jó oferecia sacrifícios pelos seus se porventura houvesse eles cometido algum pecado contra Deus, e que estes estavam reunidos na casa de um deles somente quando um forte vento derrubou a casa. Em todas estas provas vistas até aqui o inimigo foi envergonhado (Jó 1.22). Jó não negou o nome o Senhor, e mesmo diante de todas as provações o adorou-O. Não sei se você esta passando por alguma provação? Mas se esta faça como Jó glorifique ao Senhor.

       O Senhor novamente elogia Jó dizendo para o inimigo: "Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo-me tu incitado contra ele, para consumir sem causa.” (Jó 2.3). Claro que o inimigo não desistiria, e duvidou se tocasse na saúde Jó negaria ao Senhor. O Senhor Deus permitiu que o inimigo tocasse na saúde de Jó.

Quinta prova: O inimigo tira a saúde de Jó. (Jó 2.3-8)

      O inimigo mesmo tendo tirado a prosperidade financeira de Jó, a alegria da convivência com seus filhos não conseguiu ver Jó murmurar de seu Deus. Agora, com a permissão de Deus toca de uma maneira muito cruel deixando-o coberto de chagas e úlceras malignas. Imagine alguém com ferimentos por todo o corpo. Imagine também a dor e o cheiro ruim destes ferimentos. A Bíblia fala que Jó se raspava com caco de telha já não estava no conforto de sua casa estava assentado em meio às cinzas. Mesmo neste estado Jó não negou ao Senhor, não perdeu sua fé e não murmurou. Será que você neste estado ou muito por muito menos negaria o teu Deus? Lembre-se de Jó e nunca deixe de crer e confiar no Senhor independente da situação (Jó 19.25).

Sexta prova: O inimigo usa a mulher de Jó (Jó 2.9)

      Quando lia este versículo olhava e pensava que a esposa de Jó deveria ser severamente criticada, e já vi em algumas pregações criticando o seu comportamento, mas pensemos um pouquinho. Quando Jó perdeu os seus bens ela perdeu tudo junto com ele. Quando Jó perdeu todos os seus filhos ela como mãe acredito que deve ter sofrido bem mais do que Jó. Agora, Jó estava castigado por uma doença que o maltratava e estava com aspecto de "morto vivo" ela olhando para todo o desespero de seu marido e preservada pelo inimigo que poderia ter matado-a junto com seus filhos diz para Jó: “Amaldiçoa a Deus, e morre". Se pensarmos somente nesta frase que ela pronunciou iríamos julgar mal a esposa de Jó que nesta ocasião foi usada pelo inimigo. Pense no apóstolo Pedro que por muito menos negou Jesus três vezes. É claro que Jó esperava uma palavra de conforto de sua companheira e não que ela o incita-se a amaldiçoar o seu Deus. Se bem que estudiosos de hebraico dizem que o termo não esta vertido corretamente, em vez de amaldiçoar seu Deus e morrer a tradução seria abençoa seu Deus e morre. Jó mesmo diante de todas estas adversidades repreendeu sua mulher e glorificou ao Senhor dizendo: "Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal?“ Jó reconhece mais uma vez a soberania de Deus em sua vida. Devemos ter sempre em mente que nossa luta não é contra carne e sangue. Jó, embora não conhecesse a origem de todo o seu sofrimento sabia reconhecer a soberania de Deus em sua vida. Quando situações contrárias, pessoas ou o que quer seja tente nos tirar da presença de Deus façamos como Jó glorifiquemos ao Senhor e não O neguemos!

Sétima prova: O inimigo usa os amigos de Jó (Jó 4- 38).

      Jó recebe a visita de três amigos que vieram de longe eram: Elifaz, Bildade e Zofar, e depois chegou Eliú. Quando seus amigos chegaram e contemplaram o estado de Jó ficaram uma semana sem falar uma palavra. Então, o anfitrião Jó se lamenta por tudo o que esta acontecendo em sua vida e amaldiçou até mesmo o dia em que havia nascido (Jó 3), logo depois de Jó terminar de falar então o seu amigo mais velho começa a falar a Jó. Elifaz vendo toda a situação ruim de Jó o acusa dizendo: "Lembra-te agora qual é o inocente que jamais pereceu? E onde foram os sinceros destruídos? Segundo eu tenho visto, os que lavram iniqüidade, e semeiam mal, segam o mesmo." Como podemos ver este amigo de Jó fala que ele deveria estar em pecado ou feito algum mal, e por isso estava naquela situação. Fala também que Jó queria ser mais justo do que seu Criador e que estava sendo corrigido por Deus(Jó 5.17). Jó tenta se justificar e terminando de falar outro amigo começa a tentar "consolá-lo". Bildade fala que se porventura os filhos de Jó estivessem pecado a morte deles foi para pagar suas transgressões (Jó 8.4) e pede para ele buscar a Deus de madrugada implorar a misericórdia de Deus (Jó 8.5) Jó novamente replica as acusações. Então, o terceiro amigo Zofar vendo Jó tentando se defender das acusações de seus outros amigos chama-o de tagarela, mentiroso e zombador (Jó 11.2-4). Para finalizar chega o jovem Eliú que chama Jó também de zombador, (Jó 34.7) pecador e rebelde (Jó 34.33), tagarela e não sabe o que esta dizendo (Jó 35.16) e que esta sofrendo por sua maldade (Jó 36.21)
      Nesta última prova vemos como é importante termos amigos homens de Deus de Verdade, que ao vermos passarmos por provações não reúnem para nos julgar como foi o caso dos amigos de Jó. Temos que ter em mente quando fizermos visitas aos nossos irmãos na fé não julgar, mas levar uma palavra de conforto. O próprio Deus irou- se com amigos de Jó (Jó 42)
      Jó passou por mais esta prova posteriormente tentou questionar Deus o porquê de todas as provações. Deus passa a responder e mostra para Jó sua pequenez (Jó 38-41). Jó reconhece que não é nada e exalta o Senhor ((Jó 42.2) que muda o seu cativeiro. Deus pede para que Jó ore pelos seus amigos para estes serem perdoados pelas inverdades que disseram sobre ele. O livro de Jó termina dizendo:

E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.
Também teve sete filhos e três filhas.
E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque.
E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos.
E depois disto viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração.
Então morreu Jó, velho e farto de dias.(Jó 42.12-17)

7 comentários:

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Marcelo,

as provações de Deus em nossa vida contribuem para o nosso amadurecimento e crescimento espiritual.

Deus te abençoe.

Marcelo Oliveira disse...

Caro, pr. Altar Germano a paz do Senhor!

É um privilégio ver o irmão aqui neste humilde espaço. Como bem comentou as provas servem para o nosso crescimento espiritual e devemos saber também que os grandes homens de Deus como Jó foram provados constituindo-se um exemplo, para que possamos enfrentar e vencer as provas e tribulações (Rm 5.3-5,Jo 16.33, Rm 15.4)

Cristiane Carrillo disse...

Paz do Senhor,meu nobre amigo!
Seu blog é canal de bençãos...merece ser honrado!
Espero profundamente poder,um dia, chegar a cantar em sua igreja. Seria uma honra...
Grande abraço,amado!

Marcelo Oliveira disse...

Vi o seu vídeo no youtube e gostei do seu louvor! E o seu blog é uma bênção! Espero que o Senhor prepare uma oportunidade para a irmã louvar em minha igreja. Agradeço por ter indicado o meu blog.
Que o Senhor continue te abençoando

Isi disse...

Quando estivermos passando por provações na vida, devemos lembrar constantemente das provações de Jó, pois assim será mais fácil suportar as nossas e com a Fé inabalável, confiar que Deus e no futuro cada vez melhor que será proporcionado por ELE!

Marcelo Oliveira disse...

Cara Isi, a paz!

Agradeço sua visita e comentário! A vida e o exemplo de Jó é um grande estimulo para nós espelharmos mesmo diante de todas as provas não murmurou (Jó 19.25; Fp 2.14)

Volte sempre!

Anônimo disse...

a paz do senhor amados eu tambem como uma missionaria tenho passado grandes lutas mais o livro de jo e seu sofrimento e sua vitoria me encoraja na minha caminhada a paz